A ciência e tecnologia em favor da gestão da inovação em saúde pública

estudo de caso das instituições acadêmicas do Estado do Rio de Janeiro

Autores

DOI:

https://doi.org/10.21728/asklepion.2023v2n2.p38-51

Palavras-chave:

Conhecimento científico e tecnológico. Inovação em saúde, gestão e processo. Qualidade em gestão e processo. Qualidade na saúde pública.

Resumo

O estudo investigou a aplicabilidade do conhecimento científico-tecnológico, produzido pelas universidades, a partir da análise das dissertações e teses, como possíveis soluções às demandas de saúde pública, com foco na inovação em saúde. Foi realizado questionamento para apurar as dificuldades encontradas pela sociedade por tais serviços, além da percepção de existir lacuna entre a produção acadêmica e a sua implementação. A hipótese se pautou que o estímulo à inovação pela aplicabilidade do conhecimento é gerado no meio universitário. A metodologia utilizada foi a abordagem quantitativa por estudo de caso, envolvendo pesquisa junto às universidades do Estado do Rio de Janeiro delimitada nas seguintes áreas: Administração, Ciência da Informação, Engenharia de Produção e Medicina, no período de 2015 até 2019. O instrumento de coleta de dados envolveu a consolidação das publicações da plataforma Sucupira/CAPES, cujos dados foram organizados mediante taxonomia, os quais viabilizaram análise de conteúdo. Os resultados evidenciaram que houve baixo percentual de produções acadêmicas voltadas à inovação em saúde, relevando necessidade de efetiva aplicação do conhecimento em benefício da sociedade.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

ARAÚJO, V. M. R. H. A organização espacial da informação científica e tecnológica no Brasil. Ciência da Informação, Brasília, v. 14, n. 1, p. 17-24, jan./jun. 1985.

BRASIL. Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação (MCTI). Indicadores Nacionais de CT&I: apresentação. Brasília, 2012a. Disponível em: http://www.mct. gov.br/index.php/content/view/2043.html. Acesso em: 20 jul. 2017.

BRASIL. Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação (MCTI). Indicadores Nacionais de CT&I: histórico. Brasília, 2012b. Disponível em: http://www.mct.gov.br/index.php/content/view/2044/Historico.html. Acesso em: 20 jul. 2017.

CAVALCANTE, L. R. Políticas de Ciência, Tecnologia e Inovação no Brasil: uma análise com base nos indicadores agregados. Rio de Janeiro: Secretaria deAssuntos Estratégicos da Presidência da República, 2009. Disponível em: http://www.ipea.gov.br/portal/images/stories/PDFs/TDs/td_1458.pdf. Acessoem: 31 jul. 2017.

COLE, S.; COLE, J. R. Visibility and the structural bases of awareness of scientific research. American Sociological Review, [S. l.], v. 33, n. 3, p. 397-413, 1968.

CONSELHO NACIONAL DE DESENVOLVIMENTO CIENTÍFICO E TECNOLÓGICO (CNPq). Programas. 2017. Disponível em: http://cnpq.br/#void. Acesso em: 13 jul. 2017.

COORDENAÇÃO DE APERFEIÇOAMENTO DE PESSOAL DE NÍVEL SUPERIOR(Capes). Portal de Periódicos. 2017a. Disponível em: http://www.periodicos. capes.gov.br. Acesso em: 26 jul. 2017a.COORDENAÇÃO DE APERFEIÇOAMENTO DE PESSOAL DE NÍVEL SUPERIOR(Capes). Prêmio Capes Teses. 2017b. Disponível em: http://www.capes.gov.br/ premiocapesdetese. Acesso em: 26 jul. 2017b.

COORDENAÇÃO DE APERFEIÇOAMENTO DE PESSOAL DE NÍVEL SUPERIOR(Capes). Sobre a avaliação. 2017c. Disponível em: http://capes.gov.br/avaliacao/sobre-a-avaliacao. Acesso em: 27 jul. 2017c.

DIAS, R. B. O que é a política científica e tecnológica. Sociologias, Porto Alegre, v. 13, n. 28, p. 316-344, set./dez. 2011.

Downloads

Publicado

2023-07-11

Como Citar

MARTINS DE OLIVEIRA, S. R.; BIOLCHINI, J. C. de A.; MELLO, R. E. S. de. A ciência e tecnologia em favor da gestão da inovação em saúde pública: estudo de caso das instituições acadêmicas do Estado do Rio de Janeiro. Asklepion: Informação em Saúde, Rio de Janeiro, RJ, v. 2, n. 2, p. 38–51, 2023. DOI: 10.21728/asklepion.2023v2n2.p38-51. Disponível em: https://www.asklepionrevista.info/asklepion/article/view/75. Acesso em: 9 dez. 2023.